TEOLOGIA EM FOCO

quinta-feira, 21 de maio de 2009

COMO O CRISTÃO DEVE SER

Introdução: O cristão deve ser o exemplos dos fiéis, uma luz para o mundo, manso para com todos, um soldado em Cristo, firmes na fé, testemunha fiel de Cristo, um cristão puro e uma nova criatura.

I. EXEMPLOS DOS FIÉIS

1ª Tm 4.12 “Ninguém despreze a tua mocidade. Mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no tato, na caridade, no espírito, na fé e na natureza”. 1ª Pe 2.12 diz: “O vosso procedimento entre os gentios seja correto, para que, naquilo em que falam mal de vós como de malfeitores, observando as nossas boas obras, glorifiquem a Deus no dia da visitação”. Na carta de Tt 2.7 Paulo diz: “Em tudo te dá exemplo de boas obras. Na doutrina mostra integridade, reverência”. Fl 2.14-15 Paulo diz: “Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas. 15 Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio duma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo”.

II. UMA LUZ PARA O MUNDO

Mt 5.14 Jesus diz: “Vós sois a luz do mundo: não se pode esconder uma cidade edificada sobre o monte”. 1ª Jo 2.10-11 diz: “Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo. 11 Mas aquele que aborrece seu irmão está em trevas, e anda em trevas e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos”.

III. MANSO PARA COM TODOS

2ª Tm 2.24 “E aos servos do Senhor não convém contender, mas sim ser manso para com todos, apto para ensinar sofredor”. Ef 4.2-3 “Com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando uns aos outros em amor. 3 “Procurando guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz”. Cl 3.12-14 “Revestindo-o, pois, como eleito de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão e longanimidade. Uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei-vos também. 14 E, sobre tudo isso, revestindo-vos de amor, que é o vínculo da perfeição”. Cl 4.6 “A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder cada um”.

IV. UM SOLDADO DE CRISTO

1ª Tm 3.2 “Sofre, pois comigo as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo”.

V. FIRMES NA FÉ

1ª Co 16.13 “Vigiai, estai firmes na fé. Portai-vos varonilmente e fortalecei-vos”.
Hb 11.1 “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que esperam, e a prova das coisas que não se vêem”.

VI. TESTEMUNHO FIEL

At 1.8 “Mas recebereis virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até os confins da terra”.

VII. DEVEMOS SER PUROS

Ef 4.25,29-31 “Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com seu próximo, porque somos membros uns dos outros. 29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. 31 Toda a amargura, ira e cólera e gritaria e blasfêmia e toda malícia seja tirada de entre vós”. Cl 3.5 “Mortificai, pois os vossos membros que estão sobre a terra; a prostituição, a impureza, o apetite desordenado, a vil concupiscência e avareza, que é idolatria”. Tg 4.4 “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser amigo do mundo, constitui-se inimigo de Deus”.

VIII. DEVEMOS SER UMA NOVA CRIATURA

Cl 3.8-10 “Mas agora vos despojai de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. 9 Não mintais uns para os outros, pois que já vos despistes do velho homem com seus feitos. 10 E vós vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou”. Ef 22.24 “Que quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano. 24 E vos revistais o novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. 2ª Co 5.17 “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo”.

Conclusão: O cristão é deferente no seu caráter e no seu modo de vida porque ele é santo. E sem esta santidade ele não poderá ver a Deus.

Pr. Elias Ribas
E-mail: pr_eliasribas@yahoo.com.br