TEOLOGIA EM FOCO

domingo, 22 de dezembro de 2013

A VERDADEIRA PAZ


Is 9.6 “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”.

O mundo atual caminha em busca de paz; muitos procuram a paz na religião, no budismo, espiritismo, Ioga, idolatria, cartomante, magia nos obuses etc. Mas não encontram.  Agora eu lhes faço uma pergunta: ONDE ENCONTRAR A PAZ?

I. O QUE É PAZ


A palavra paz no hebraico Shalon que significa: harmonia, plenitude, firmeza, bem estar, êxito em todas as áreas. No dicionário Aurélio significa: Tranqüilidade, sossego, descanso da lama.

II. DE ONDE VEM A PAZ


Quando o homem pecou no jardim do Éden desobedecendo a Deus, ele perdeu a paz de espírito. Mas Deus pelo Seu infinito amor providenciou um meio para trazer a paz aos homens.
Em Lc 2.11-14 Os anjos disseram aos pastores: “Glória Deus nas alturas e paz na terra entre os homens a quem ele quer bem”.
A pessoa e a obra redentora de Cristo neste mundo significa uma maior glorificação nos céus, e paz divina para os habitantes da terra.

III. ONDE ENCONTAR A PAZ


1. Em Jesus: Jo 16.33 Jesus diz: “Estas coisas vos escrevo dito para que tenhais paz em mim. No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”. Jo 14.27 Jesus diz: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o á dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”.

A verdadeira paz, só encontramos em Jesus. A partida de Jesus para o Pai não marca a derrota, mas a vitória. O Espírito Santo continuará comunicando a paz e a segurança de Cristo em nossas vidas, pois Ele é a terceira pessoas da trindade, é o pacificador e o Consolador de Pai para as nossas vidas.

Jamais o homem vai encontrar a paz se não entregar a sua vida a Jesus Cristo. Sem Jesus não existe paz. Paulo aos Rm 5.1 diz: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo”.

2. No evangelho de Jesus: At 10.36 “Esta é a palavra que Deus enviou aos filhos de Israel, anunciando-lhes o evangelho da paz, por meio de Jesus Cristo. Este é o Senhor de todos”.
Evangelho quer dizer: “Boas Novas de Salvação”.
Sem o conhecimento deste evangelho não encontraremos a paz de Cristo.

3. Pelo Sangue de Jesus Cristo: Cl 1.20 Paulo diz: “E havendo feito a Paz pelo seu sangue da cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus”.

Através do sangue de Cristo derramado na cruz do Calvário, somos redimidos de todas as nossas transgressões e culpas. Somente quando aceitamos o sacrifício de Jesus na cruz do Calvário, encontraremos o perdão de Deus e através do perdão receberemos a paz.

O homem só estará livre da culpa e condenação e encontrará perdão e paz no seu interior, quando aceitar e crer no sacrifício de Jesus na cruz para remissão dos pecados.

Ef 2.13-15 Paulo diz: “Mas, agora, em Cristo Jesus, vós que antes estáveis longes, foste aproximado pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si um novo homem, fazendo a paz”.

IV. O QUE FAZ PAZ


1. Excede todo o entendimento: Fl 4.6-7 Paulo diz: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém sejam conhecidas, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”.

Neste ponto Paulo era um verdadeiro exemplo. Mesmo enfrentado a morte de um mártir
(Fl 1.20), ele não estava preocupado.

A paz divina no coração implica:
Desaparecimento de ansiedade, v.6.
Florescimento de ações de graça, v.7.
Santificação do pensamento, v.8.
Contentamento real em todas as circunstâncias, v.11-12.
Plena confiança no poder de Deus, v.13.

V. PAZ DEVE SER BUSCADA


Rm 8.6 “Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz”.

Depois da morte e ressurreição de Cristo só existem duas esferas: a “carne” e o “Espírito”. A carne não se refere á substância física, mas a “aquilo a que estamos sujeitos” (7.6).

É a esfera onde o poder do pecado e do diabo controlam, onde as obras da carne são praticadas. É impossível o homem morar nos dois lugares ao mesmo tempo. E ele tem o livre arbítrio para escolher o caminho.

Um caminho de morte e um caminho de paz. 1ª Pe 3.11 diz: “Aparte-se do mal, pratique o que é bom, busque a paz e empenhe-se por alcança-la”.

Existem três tipos de paz: Paz de Deus com o homem; paz do homem com Deus; e Paz entre os homens.

VI. A PAZ DEVE FAZER PARTE DA VIDA DO CRISTÃO

Mc 9.50 “Bom é o sal, mas se o sal vier a tornar-se insípido, como lhe restaurar o sabor? Tende sal em vós mesmo e a paz uns com os outros”.

O sal é essencial á vida nesses tempos, sendo o único meio de preservar os alimentos, tais como a carne, peixe etc. Jesus compara um cristão sem sal a um alimento, que não tem sabor.

VII. A PAZ É UM FRUTO DO ESPÍRITO. Gl 5.22.

“Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança”.

VIII. SEM ESSA PAZ JAMAIS O HOMEM VERÁ A DEUS


Hb 12.14 “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”.
É um imperativo de Deus a vida cristã.

Sempre viver em paz com o próximo (Mt 5.8, 24).

O homem que ainda não encontrou Jesus, não entregou sua vida a Ele ainda não conhece essa paz verdadeira. Se o homem sente um vazio dentro dele, angustia tristeza, amargura, ilusões; esses são os reflexos negativos de uma vida sem Deus. Mas Jesus faz um convite a aceitar essa paz. Em Mt 11.28 Ele diz: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobre carregados, (oprimidos) e eu vos aliviarei”.

O convite é para todos sem distinção. É para os cansados os doentes os aflitos os tribulados os que ainda não encontraram a paz e nunca sentiram essa paz verdadeira de Jesus.

Pr. Elias Ribas